Destaque Home - Pequenos Notícias Sarandi

Alegando falta de “dois fiscais”, Meio Ambiente descarta Patrulha do Som

A Secretaria de Saneamento e Meio Ambiente de Sarandi sequer abriu diálogo para criação da patrulha do som no município. As reclamações de perturbação do sossego por parte dos moradores são constantes, mas o município não tem um plano para esse tipo de ocorrência.

O vereado Aparecido Antônio, o Cido Polícia (PSB), com apoio da Câmara de Sarandi, aprovou requerimento para que a Prefeitura de Sarandi estudasse a criação da patrulha. Mas, em resposta, por ofício, o secretário Reginaldo Galindo alegou falta de fiscais e equipamentos. Leia trecho do ofício:

“…não dispomos de funcionário (fiscais) em número suficiente para dar atendimento a seguinte lei e nem aparelhos para aferição (decibelímetro), haja visto que esses problemas ocorrem em horários excepcionais, noturno e finais de semana”.

Um fiscal

Galindo diz que diz que, hoje, só tem um fiscal na pasta, e que precisaria de mais dois para tocar a patrulha, além dos aparelhos. O ofício é de 28 de maio. A secretaria sequer mobilizou outras pastas e as forças policiais de Sarandi para debater a pauta. Nos bastidores, a atitude seria retaliação a Cido Polícia, que hoje é oposição ao governo.

 

Secretario aponta falta de fiscais. Imagem: divulgação.