Manchete Notícias Sarandi

Sem resposta da Polícia Civil, desvio de hidrômetros pode ir pro Gaeco

A superintendência da Águas de Sarandi pode levar o desvio de hidrômetros ao Gaeco (Grupo de Ações Especiais e Combate ao Crime Organizado) “se em dez dias não for resolvido” pela Polícia Civil de Sarandi.

A afirmação foi feita pelo diretor operacional da autarquia, Pedro Biriba, em entrevista ao Redação 91, na manhã desta segunda-feira (23). De acordo com ele, o delegado do caso, Adão Wagner Loureiro Rodrigues, “não quis abrir o jogo”.

No entanto, ainda segundo Biriba, o delegado disse que “as investigações estão adiantadas e que, por enquanto, todo mundo é suspeito”. O diretor da Águas relatou ter ido à delegacia na última quarta.

Se. em mais dez dias não for resolvido, nosso presidente Michel vai levar o caso ao Gaeco – adiantou Biriba, se referindo ao superintende da Águas, Michel Caldato. O prejuízo, segundo o diretor, passa de R$ 200 mil reais.

Pneus e cobre

Na mesma entrevista ao jornalista Angelo Miloch, Biriba disse que cerca de 30 pneus e uma bobina de cobre também foram desviados da Águas de Sarandi (leia mais). Ele tratou por “ladrão”, ”vagabundo” e “pilantra” o criminoso. Assista abaixo: