Sem resposta da Polícia Civil, desvio de hidrômetros pode ir pro Gaeco

publicidade - anuncie neste espaço

Sem resposta da Polícia Civil, desvio de hidrômetros pode ir pro Gaeco

A superintendência da Águas de Sarandi pode levar o desvio de hidrômetros ao Gaeco (Grupo de Ações Especiais e Combate ao Crime Organizado) “se em dez dias não for resolvido” pela Polícia Civil de Sarandi.

A afirmação foi feita pelo diretor operacional da autarquia, Pedro Biriba, em entrevista ao Redação 91, na manhã desta segunda-feira (23). De acordo com ele, o delegado do caso, Adão Wagner Loureiro Rodrigues, “não quis abrir o jogo”.

No entanto, ainda segundo Biriba, o delegado disse que “as investigações estão adiantadas e que, por enquanto, todo mundo é suspeito”. O diretor da Águas relatou ter ido à delegacia na última quarta.

Se. em mais dez dias não for resolvido, nosso presidente Michel vai levar o caso ao Gaeco – adiantou Biriba, se referindo ao superintende da Águas, Michel Caldato. O prejuízo, segundo o diretor, passa de R$ 200 mil reais.

Pneus e cobre

Na mesma entrevista ao jornalista Angelo Miloch, Biriba disse que cerca de 30 pneus e uma bobina de cobre também foram desviados da Águas de Sarandi (leia mais). Ele tratou por “ladrão”, ”vagabundo” e “pilantra” o criminoso. Assista abaixo:

Gostou deste artigo? Compartilhe com seus amigos! Curta as redes sociais do SarandiPR.com.

Assine ao newsletter do SarandiPR.com e receba notícias, ofertas e novidades em primeira mão. É grátis.

Os comentários não representam a opinião do SarandiPR.com, mas, sim, de seus autores. Os comentários serão moderados para que, assim, nenhum conteúdo de cunho ofensivo, racista ou preconceituoso seja publicado nesta plataforma. No mais, toda opinião é sempre bem vinda.

Comentários

Cite o SarandiPR.com ao reproduzir conteúdos do site.

WordPress / CC 4.0 - Faça uma doação.