Demissões de 28 grevistas maringaenses em 2007 é ilegal, declara Justiça | SarandiPR.com

publicidade - anuncie neste espaço

Demissões de 28 grevistas maringaenses em 2007 é ilegal, declara Justiça

A justiça de Maringá declarou ilegal as 28 demissões e 4 advertências dos servidores que participaram da greve de 2006. As demissões ocorreram em 2007, um ano após a greve.

Os trabalhadores foram reintegrados por força de liminar, ainda em 2007, mas o processo seguiu na justiça, sob a responsabilidade dos advogados da CSP-CONLUTAS, Avanilson Araújo e Eliana Ferreira.

Dentre os demitidos, está a professora Priscila Guedes, que disputou nas eleições municipais de 2016, em Maringá. Outra demitida, é Ana Pagamunici, presidente do SISMMAR à época.

Em sentença do dia 28 de agosto de 2017, o juiz Fabiano Rodrigo de Souza considerou que as demissões ilegais. A sentença dá razão ao SISMMAR e condena o Município pelo ato arbitrário.

“De nossa parte, sentimo-nos moralizados e confiantes de que só a luta consciente e organizada dos trabalhadores pode transformar a realidade! ”, informou Priscila, em nota.

Greve

De acordo com a professora, a greve de 2006 foi marcada pela “forte repressão e punição aos servidores por parte da administração municipal”. O prefeito Silvio Barros II, à época, tentou deslegitimar a entidade sindical e as lutas da categoria.

A Prefeitura Municipal ainda pode recorrer. “Mas este processo é evidentemente um processo político de administrações anteriores, com medidas que foram ilegais e que agora se tornam nulas”, conclui a nota.

A justiça de Maringá declarou ilegal as 28 demissões e 4 advertências dos servidores que participaram da greve de 2006. As demissões ocorreram em 2007, um ano após a greve.

Grevistas comemoram reintegração, em 2007. Foto: Priscila Guedes/divulgação.

Gostou deste artigo? Compartilhe com seus amigos! Curta as redes sociais do SarandiPR.com.

Assine ao newsletter do SarandiPR.com e receba notícias, ofertas e novidades em primeira mão. É grátis.

Os comentários não representam a opinião do SarandiPR.com, mas, sim, de seus autores. Os comentários serão moderados para que, assim, nenhum conteúdo de cunho ofensivo, racista ou preconceituoso seja publicado nesta plataforma. No mais, toda opinião é sempre bem vinda.

Comentários

Cite o SarandiPR.com ao reproduzir conteúdos do site.

WordPress / CC 4.0 - Faça uma doação.