Manchete Notícias Paraná Sarandi

MP apura autorização do IAP para ampliação do aterro de Sarandi

Inquérito civil da 1ª Promotoria de Justiça de Sarandi apura “possíveis irregularidades” em licença concedida pelo IAP (Instituto Ambiental do Paraná) à Ambisul, dona do aterro instalado no município. A permissão ampliou a atuação da empresa.

ATENÇÃO: após ler este artigo, deixe seu comentário!

O sarandipr.com teve acesso à portaria que instaurou o inquérito. De acordo com o documento (leia abaixo), a Autorização Ambiental nº 46540 permitiu à Ambisul ampliar de 40 toneladas/dia para 300 toneladas/dia o recebimento de resíduos sólidos.

A denúncia de “possíveis irregularidades” na emissão dessa autorização foi feita de forma anônima ao Centro de Apoio Operacional das Promotorias de Proteção ao Meio Ambiente. O inquérito foi instaurado em 12 de maio deste ano.

“Atualmente os autos aguardam o fornecimento de documentos requisitados pela Promotoria de Justiça ao Instituto Ambiental do Paraná”, informou, por nota, a assessoria de imprensa do MP à reportagem.

A promotoria ainda não tem um posicionamento seguro acerca da ocorrência ou não de irregularidades, e informou não haver prazo definido para o encerramento do procedimento.

IAP

O promotor Alexandre Misael Souza solicitou ao IAP os documentos que deram base à emissão das licenças ambientais e autorizações ambientais já emitidas pelo instituto à Ambisul. A promotoria aguarda os documentos.

Inquérito

Inquérito civil da 1ª Promotoria de Justiça de Sarandi apura “possíveis irregularidades” em licença concedida pelo IAP à Ambisul, dona do aterro local.