Projeto contrário ao lixo de Maringá pode deixar 25 pessoas desempregadas | SarandiPR.com

publicidade - anuncie neste espaço

Projeto contrário ao lixo de Maringá pode deixar 25 pessoas desempregadas

Vinte e cinco pessoas podem perder o emprego caso a lei que proíbe Sarandi de receber e tratar o lixo de outros municípios seja sancionada pelo prefeito Walter Volpato (PSDB). Os vereadores aprovaram o projeto por unanimidade, nesta quarta-feira (14).

A sanção da lei é tida como certa, já que foi o próprio Executivo quem a editou. Líder do prefeito na câmara, o vereador Eunildo Zanchim, no Nildão (PPS), pediu a retirada da terceira votação, o que também foi aprovado.

A Ambiental Sul Brasil – Central Regional de Resíduos Ltda., a subsidiária da Estre Ambiental, de Sarandi, se posicionou contrária à lei. Representante da empresa entregou ofício ao presidente da câmara, o vereador Carlos Roberto Falaschi, o Leão (PDT).

A Estre ressaltou que, caso a lei prossiga, “sofrerá drástica redução da operação com dispensa de cerca de 25 funcionários”. A empresa tem interesse na licitação do lixo, prevista para os próximos dias, em Maringá.

Leia, abaixo, trecho do ofício da Estre:

 

 

Gostou deste artigo? Compartilhe com seus amigos! Curta as redes sociais do SarandiPR.com.

Assine ao newsletter do SarandiPR.com e receba notícias, ofertas e novidades em primeira mão. É grátis.

Os comentários não representam a opinião do SarandiPR.com, mas, sim, de seus autores. Os comentários serão moderados para que, assim, nenhum conteúdo de cunho ofensivo, racista ou preconceituoso seja publicado nesta plataforma. No mais, toda opinião é sempre bem vinda.

Comentários

Cite o SarandiPR.com ao reproduzir conteúdos do site.

WordPress / CC 4.0 - Faça uma doação.