Quadrilha presa em Maringá tem relação com morte de taxista em Sarandi | SarandiPR.com

publicidade - anuncie neste espaço

Quadrilha presa em Maringá tem relação com morte de taxista em Sarandi

A Polícia Civil informou que a quadrilha presa durante a Operação Bandeira 2, nesta quarta-feira (24), na região de Maringá, tem relação com a morte de Clayton de Almeida Souza. O taxista foi encontrado morto em área rural de Sarandi no início de fevereiro.

Segundo a PM (Polícia Militar), Souza foi encontrado por volta das 9h45 na Estrada Maraipu após denúncia anônima via 190. O crime aconteceu no sábado, dia 4 de fevereiro.

O taxista foi atingido por “pelo menos” nove disparos de arma de fogo, “provavelmente” calibre .32 e .40, de acordo com o BO (boletim de ocorrência) da PM. O veículo que ele ocupava foi encontrado queimado (leia mais).

Após a Operação Bandeira 2, a Polícia Civil informou que Souza foi morto “após desavenças e conflitos internos do grupo”. Ainda segundo a polícia, o taxista era “responsável por transportar os membros do grupo após a subtração dos veículos”.

Bandeira 2

Uma quadrilha com ramificações em Maringá, Sarandi, Marialva e Mandaguaçu foi desmantelada pela Policia Civil, nesta quarta-feira (24). No total, 13 homens foram presos durante a operação, batizada de Bandeira 2 (leia mais).

Gostou deste artigo? Compartilhe com seus amigos! Curta as redes sociais do SarandiPR.com.

Assine ao newsletter do SarandiPR.com e receba notícias, ofertas e novidades em primeira mão. É grátis.

Os comentários não representam a opinião do SarandiPR.com, mas, sim, de seus autores. Os comentários serão moderados para que, assim, nenhum conteúdo de cunho ofensivo, racista ou preconceituoso seja publicado nesta plataforma. No mais, toda opinião é sempre bem vinda.

Comentários

Cite o SarandiPR.com ao reproduzir conteúdos do site.

WordPress / CC 4.0 - Faça uma doação.