MP investiga se slogan da prefeitura de Maringá em panfleto foi “autopromoção” | SarandiPR.com

publicidade - anuncie neste espaço

MP investiga se slogan da prefeitura de Maringá em panfleto foi “autopromoção”

O MP (Ministério Público) de Maringá investiga “possível autopromoção” em panfleto produzido durante as gestões anteriores a Ulisses Maia (PDT). No impresso, foi divulgado o logo da prefeitura e o slogan “construindo uma cidade cada vez melhor”.

O inquérito civil foi instaurado pela portaria nº MPPR-0088.17.000724-4, de 14 de fevereiro, assinada pelo promotor Leonardo da Silva Vilhena, na 20ª Promotoria de Maringá. Os panfletos foram feitos para o Centro de Referência e Atendimento à Mulher.

Foi a atual gestão quem comunicou a 19ª promotoria sobre a “possível autopromoção” nos panfletos “confeccionados na Administração anterior”. A prefeitura identificou que os panfletos tinham um adesivo colado sob símbolo e o slogan “que identificava a gestão anterior”.

Além de citar “possível violação aos princípios da impessoalidade, moralidade e legalidade”, o promotor ressaltou desperdício do dinheiro público, já que não será possível usar o material.

A promotoria não relacionou diretamente o símbolo às gestões Roberto Pupin e Sílvio Barros, ambos do PP (Partido Progressista), mas falou no “grupo político que exerceu a chefia do Executivo nas últimas três gestões”. Pupin foi prefeito nos últimos quatro anos. Antes dele, Sílvio foi prefeito por duas gestões.

“Tendo em vista a possibilidade de prática de ato de improbidade administrativa, necessário o aprofundamento das investigações”, reforçou o inquérito.

Promotoria fala em “possível violação aos princípios da impessoalidade, moralidade e legalidade”. Foto: reprodução/SarandiPR.com.

Promotoria

Ao instaurar o inquérito, o promotor solicitou ao prefeito Ulisses Maia que esclarecesse se o símbolo é considerado oficial do município e aprovado em lei. Segundo a assessoria de imprensa da Prefeitura de Maringá, não é.

O promotor Vilhena também questionou a gestão atual se o símbolo identificou “apenas uma gestão ou um grupo político” (Pupin e Barros, no caso) e se foi usado em outros materiais ou bens públicos. O que foi confirmado pela pela assessoria de Maia.

Por fim, Vilhena quis saber se o símbolo e slogan foram usados na campanha eleitoral do ano passado, bem como o número de panfletos emitidos com o símbolo “ou pelo menos passar uma ideia da quantidade e do valor envolvido”. A atual gestão não soube informar.

Gostou deste artigo? Compartilhe com seus amigos! Curta as redes sociais do SarandiPR.com.

Assine ao newsletter do SarandiPR.com e receba notícias, ofertas e novidades em primeira mão. É grátis.

Os comentários não representam a opinião do SarandiPR.com, mas, sim, de seus autores. Os comentários serão moderados para que, assim, nenhum conteúdo de cunho ofensivo, racista ou preconceituoso seja publicado nesta plataforma. No mais, toda opinião é sempre bem vinda.

Comentários

Cite o SarandiPR.com ao reproduzir conteúdos do site.

WordPress / CC 4.0 - Faça uma doação.