Denúncia de Elizena contra Mineirinho e Andreazzi chega ao MP | SarandiPR.com

publicidade - anuncie neste espaço

Denúncia de Elizena contra Mineirinho e Andreazzi chega ao MP

A 1ª Promotoria de Justiça de Sarandi investiga compras irregulares realizadas na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) Gustavo Farias. Foi a ex-secretária municipal de Saúde, Elizena Maria Garbelini, quem levou o caso ao MP (Ministério Público).

O inquérito civil nº MPPR-0138.17.000283-4 tem os também ex-secretários Cezar Anselmo Andreazzi e André Luis Celestino, o Mineirinho (PDT), que atualmente é vereador, como representados. O procedimento foi instaurado dia 9 deste mês.

Em fevereiro, o SarandiPR.com publicou que Elizena culpou o “gestor anterior” pela falta de materiais e medicamentos básicos na UPA. Ela foi questionada pelo MP ao fim do ano passado (leia mais).

O inquérito civil deste ano fala em “notícias de irregularidades em compras realizadas na Secretaria Municipal de Saúde de Sarandi no ano de 2016, voltadas a suprir a UPA”. Elizena aparece como representante, ou seja, quem fez a denúncia.

“As irregularidades a que se refere o inquérito não foram ainda delimitadas, porque as informações que deram origem às apurações foram variadas”, informou, por nota, a assessoria de imprensa do MP.

“Somente após o exame dos documentos iniciais que ainda serão remetidos pelo Município de Sarandi, será possível definir, de maneira preliminar, sobre quais fatos e quais períodos específicos será realizada a investigação”, ressaltou a assessoria.

O MP informou que outras informações sobre o caso “não podem ser repassadas para que não sejam prejudicadas as apurações”.

Secretários

Elizena foi a última chefiar a pasta da Saúde, em Sarandi. Segundo o Portal da Transparência de Sarandi, ela recebeu como secretária em dezembro de 2016. À época, a remuneração para o cargo era de R$ 6,5 mil.

Andreazzi, então enfermeiro do SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), assumiu a pasta em abril. Segundo o Portal, ele recebeu como secretário também em dezembro, mesmo mês que a ex-secretária.

Mineiro deixou a pasta da Saúde em abril do ano passado. De acordo com o Portal da Transparência, ele assumiu a Saúde em 1º de janeiro de 2015.

Andreazzi

Ao SarandiPR.com, Andreazzi disse que foi secretário de abril ao dia 2 de novembro e, depois, de 2 de dezembro.

Tudo o que foi feito ali, foi feito dentro da legalidade. Fazendo toda a função administrativa, que é pertinente ao secretário de saúde, com as assinaturas necessárias para empenho e liquidação as notas apresentadas. Então, se a Elizena apresentou alguma coisa, então ela deve ter prova.

Andreazzi também disse que Elizena tem um “desentendimento pessoal” com Mineirinho, e que a denúncia pode ter “cunho político”.

Elizena e Mineirinho

Procurada no telefone fixo da Secretaria da Saúde, Elizena não foi encontrada para comentar o caso. A ligação foi feita as 16h45 desta quarta-feira (29).

O assessor do vereador Mineiro informou que ele está de viagem a Brasília, sem celular.

Gostou deste artigo? Compartilhe com seus amigos! Curta as redes sociais do SarandiPR.com.

Assine ao newsletter do SarandiPR.com e receba notícias, ofertas e novidades em primeira mão. É grátis.

Os comentários não representam a opinião do SarandiPR.com, mas, sim, de seus autores. Os comentários serão moderados para que, assim, nenhum conteúdo de cunho ofensivo, racista ou preconceituoso seja publicado nesta plataforma. No mais, toda opinião é sempre bem vinda.

Comentários

Cite o SarandiPR.com ao reproduzir conteúdos do site.

WordPress / CC 4.0 - Faça uma doação.