Índios protestam contra “pegadinha” de Ricardo Barros, em Maringá | SarandiPR.com

publicidade - anuncie neste espaço

Índios protestam contra “pegadinha” de Ricardo Barros, em Maringá

Índios de diversas tribos do Paraná protestam, na tarde desta quarta-feira (26), em Maringá, contra medidas do ministro da Saúde, Ricardo Barros (PP-PR), que é da cidade. Eles são contra portaria que amarra a gestão da saúde indigenista.

O Conselho Indigenista Missionário tratou por “pegadinha” a de decisão do Ministério da Saúde. O governo quer revalidar a autonomia da Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai) e dos 34 Distritos Sanitários Especiais Indígenas (DSEI’s).

Você já caiu em uma pegadinha? Pois foi exatamente uma que o ministro da saúde Ricardo Barros tentou pregar nos povos indígenas na manhã desta terça-feira, 25”, destacou o Conselho, nesta nota.

Ricardo Barros foi criticado por não revogar a portaria nº 1907, que derruba outra portaria, a nº 475, de 2011.

Essa última medida foi baixada logo após a criação da Sesai, garantindo autonomia ao órgão para descentralizar aos DSEI’s a gestão orçamentária e financeira do Subsistema de Saúde. Na prática, o ministro cria uma confusão de portarias”.

Em Maringá, os índios – foi esperado cerca de 400 de todo o estado – foram ao escritório político da família Barros, na Avenida Prudente de Moraes. Veja vídeo abaixo:

 

Gostou deste artigo? Considere compartilhá-lo com seus amigos e curtir as redes sociais do SarandiPR.com.

Gostou deste artigo? Compartilhe com seus amigos! Curta as redes sociais do SarandiPR.com.

Assine ao newsletter do SarandiPR.com e receba notícias, ofertas e novidades em primeira mão. É grátis.

Os comentários não representam a opinião do SarandiPR.com, mas, sim, de seus autores. Os comentários serão moderados para que, assim, nenhum conteúdo de cunho ofensivo, racista ou preconceituoso seja publicado nesta plataforma. No mais, toda opinião é sempre bem vinda.

Comentários

Cite o SarandiPR.com ao reproduzir conteúdos do site.

WordPress / CC 4.0 - Faça uma doação.