Câmara de Curitiba repudia assédio contra vereadora Carla Pimentel | SarandiPR.com

publicidade - anuncie neste espaço

Câmara de Curitiba repudia assédio contra vereadora Carla Pimentel

A Câmara de Curitiba emitiu nota dizendo que casos de assédio, como o praticado contra a vereadora Carla Pimentel (PSC), “não serão tolerados”. A parlamentar denunciou o vereador Professor Galdino (PSDB) após ser atacada, nesta quarta-feira (14).

No Facebook, a vereadora relatou ter sido agredida após Galdino ter um “surto” num “ataque de loucura”. A agressão ocorreu por volta das 9h30 numa sala anexa ao parlamento.

Num surto… ele lançou seu corpo sobre o meu, colocou sua mão aberta sobre o meu peito, além de tentar apalpar meu peito –, relatou Carla, em vídeo. Assista, abaixo, o relato completo da parlamentar:


O “agressor”, como a Câmara tratou Galdino, por nota, foi detido pela Guarda Municipal e conduzido de viatura até o 1º Distrito Policial, no Centro da cidade. Leia, na íntegra, a nota da Câmara de Vereadores de Curitiba:

A Câmara Municipal de Curitiba repudia qualquer forma de agressão, seja ela física, verbal, sexual ou de natureza intimidatória. Casos como o denunciado pela vereadora Carla Pimentel contra o vereador Professor Galdino não serão tolerados.

O agressor foi detido pela Guarda Municipal e conduzido de viatura até o 1º Distrito Policial, no Centro da cidade. Foi uma ação imediata que demonstra a seriedade com que o caso está sendo tratado e comprova que não haverá nenhum tipo de corporativismo por parte desta Casa.

Agora, a Câmara aguarda a formalização da denúncia por parte da vereadora. Depois de protocolada, a Mesa tem até cinco dias para decidir se encaminha para a Corregedoria, para o Conselho de Ética ou se abre uma Comissão Processante em plenário.

A Câmara Municipal não irá além, nem ficará aquém. Será garantida a ampla defesa ao vereador. Se confirmada a quebra de decoro, o Regimento Interno da Câmara prevê censura pública, suspensão temporária do mandato ou a perda do mandato.”

Também no Facebook, o Professor Galdino convocou coletiva de imprensa para dar sua versão do caso, o qual tratou por “armação política”. O vereador também se pronunciou sobre o caso no Twitter:

Com informações da Câmara Municipal de Curitiba.

Gostou deste artigo? Considere compartilhá-lo com seus amigos e curtir as redes sociais do SarandiPR.com.

Gostou deste artigo? Compartilhe com seus amigos! Curta as redes sociais do SarandiPR.com.

Assine ao newsletter do SarandiPR.com e receba notícias, ofertas e novidades em primeira mão. É grátis.

Os comentários não representam a opinião do SarandiPR.com, mas, sim, de seus autores. Os comentários serão moderados para que, assim, nenhum conteúdo de cunho ofensivo, racista ou preconceituoso seja publicado nesta plataforma. No mais, toda opinião é sempre bem vinda.

Comentários

Cite o SarandiPR.com ao reproduzir conteúdos do site.

WordPress / CC 4.0 - Faça uma doação.