Sarandi gastou R$ 139 mil com projeto para leitura de jornal nas escolas – SarandiPR.com

publicidade - anuncie neste espaço

Sarandi gastou R$ 139 mil com projeto para leitura de jornal nas escolas

A crise econômica iniciada em 2015 não impediu a Prefeitura de Sarandi de aumentar em 66,4% o investimento no projeto O Diário na Escola, em 2016. Este ano, o município gastou R$ 139 mil com o programa. No ano passado, a proposta custou R$ 83,5 mil.

Os empenhos pagos pela manutenção do projeto foram publicados no Portal da Transparência da Prefeitura de Sarandi. Os pagamentos foram feitos à Editora Central Ltda., empresa que publica o Jornal O Diário. O Diário na Escola visa treinamento para leitura crítica de jornais em sala de aula.

Segundo o Portal da Transparência, com o empenho nº 1434, de 2016, a Secretaria Municipal de Educação pagou R$ 139,106 mil por 34 remessas de 1.360 exemplares, 18 assinaturas e assessoria pedagógica para professores dos 4º e 5º anos.

Já por meio do empenho nº 2018, de 2015, a secretaria pagou R$ 83,570 mil pelos mesmos itens: 34 remessas de 1.360 exemplares, 18 assinaturas e assessoria pedagógica para professores dos 4º e 5º anos.

Se comparado ao empenho nº 261, de 2014, a alta no custo do projeto chega a 252%. Dois anos atrás, o programa custou R$ 39,518 mil, mas contemplou menos edições: foram 34 remessas de 715 exemplares. O número de assinaturas e as séries atendidas permaneceram iguais.

A secretária de Educação de Sarandi, Adriana Palmieri, informou que o aumento é devido ao número de alunos e professores atendidos pelo projeto. Segundo Adriana, o jornal é enviado semanalmente às escolas, que tem formação duas vezes por mês.

A gente compra o jornal e solicita uma quantidade de informações que a gente precisa, de acordo com uma avaliação que a gente faz com os funcionários, que são os professores efetivos dessa turma -, contou a secretária, ao SarandiPR.com.

A contratação do professor Renilson Menegassi, da UEM (Universidade Estadual de Maringá), também resultou no aumento do projeto, informou a assessoria de imprensa da Prefeitura de Sarandi, por nota. “O valor da hora aula dele é maior que os professores sem titulação.”

Além dos professores 4 e 5 anos os de 3 e coordenadores estão tendo carga horária também. Além de trabalhar os descritores de língua portuguesa. Este ano Sarandi inovou com os descritores de matemática” (sic), diz a nota.

Números informados pelo setor de Transparência da Prefeitura de Sarandi à reportagem mostram que, em 2014, o projeto O Diário na Escola contemplou 20 horas-atividade. A quantidade subiu para 44 horas, em 2015, e 144 horas, em 2016.

Secretaria Municipal de Educação_Sarandi-PR_Foto-SarandiPR.com_2

Legenda: Fachadaa da Secretaria de Educação, na Avenida Angelo Perini, tem lona rasgada. Foto: Angelo Miloch/SarandiPR.com.

Sem licitação

A contratação do projeto O Diário na Escola é feito por processo de inexigibilidade, quando não há licitação. Segundo a coordenadora do projeto na empresa, Loiva Lopes, a dispensa acontece por que o programa é “exclusivo na região”.

Se tivesse outro jornal que desenvolvesse a mesma proposta, seria legítimo a abertura, mas, como não existe.

De acordo com Loiva, em 2015 e 2016 o projeto atendeu a 2.720 estudantes por ano. O programa foi ampliado para as 5ª, 4ª e 3ª séries. Ela também citou que a contratação de Menegassi “acabou onerando” o valor. Segundo Loiva, professor cobra R$ 250 por hora.

A reportagem falou com Menegassi, por telefone, na manhã desta sexta-feira (17). Ele pediu que as perguntas referentes ao projeto fossem encaminhadas por email, o que foi feito. Na manhã do sábado, ele retornou o contato, mas não informou o valor cobrado e quantas horas negociou com o Diário na Escola e com a Prefeitura de Sarandi.

Gostou deste artigo? Compartilhe com seus amigos! Curta as redes sociais do SarandiPR.com.

Assine ao newsletter do SarandiPR.com e receba notícias, ofertas e novidades em primeira mão. É grátis.

Os comentários não representam a opinião do SarandiPR.com, mas, sim, de seus autores. Os comentários serão moderados para que, assim, nenhum conteúdo de cunho ofensivo, racista ou preconceituoso seja publicado nesta plataforma. No mais, toda opinião é sempre bem vinda.

Comentários

Cite o SarandiPR.com ao reproduzir conteúdos do site.

WordPress / CC 4.0 - Faça uma doação.