Notícias Paraná

Colisões entre veículos e bicicletas já fizeram 10 vítimas no Paraná

O Paraná registrou, entre janeiro e abril deste ano, 10 mortes decorrentes de colisões entre automóveis e bicicletas. No total, o estado somou 590 batidas com 602 vítimas no período. O desrespeito à ciclovia é considerado uma das principais causas de acidentes pelo Detran (Departamento de Trânsito) do Paraná.

Os números são do Sistema Digital de Dados Operacionais da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros do Paraná, e foram divulgados pela AEN (Agência Estadual de Notícias) neste domingo (15). Para reduzir o índice, uma campanha foi criada pelo Detran.

Nos primeiros quatro meses deste ano, foram 30 acidentes envolvendo ônibus e bicicletas no Paraná. A diferença de tamanho torna mais grave a colisão. Por isso, reforçamos, no trânsito o maior sempre deve cuidar do menor -, ressaltou o diretor-geral do Detran, Marcos Traad.

Com intenção de prevenir acidentes deste tipo e reorganizar o espaço urbano, o Governo do Paraná tem trabalhado nas duplicações e construção de calçadas e ciclovias. Obras estão sendo realizadas no trecho Pinhais – Piraquara (14 km), Colombo (6,5km), Estrada do Cerne (11km) e Litoral do Paraná (3,5km), informou nota da AEN.

MAIO AMARELO

Foram criadas 31 pequenas campanhas publicitárias, com duração de um dia cada, sobre atitudes que podem fazer a diferença. Desde o primeiro dia deste mês, no site Maio Amarelo é exibido um vídeo por dia, com um depoimento baseado em fatos reais. O tema também é explorado com matérias, infográficos, peças em sites e redes sociais.

Fizemos uma lista com as 31 principais causas de acidentes ou pontos de atenção no trânsito, incluindo as vistas como banais, como o uso indevido da buzina, ou o excesso de carga, por exemplo. São temas que nunca abordamos, não renderiam uma grande campanha, mas que passam a ser nosso foco durante aquele dia –, explicou Traad.

*Com informações e fotos da AEN